I CONGRESSO 2019       

Intro   |   Revista   |   Palestrantes e Expositores   |   Programação   |   Relatórios   |   Comitê Organizador   |   Premiação   |   Apoio

Programação

29/05/2019

08h00 Recepção

08h15 Recepção dos arquivos das apresentações

09h00 Cerimônia de abertura

09h15 Mesa redonda:

Sustentabilidade na Cadeia Têxtil e Indústria da Moda: um olhar para o Meio Ambiente.

Mediador: Prof. Dr. Ian King, UAL, UK. Palestrantes: Profa. Dra. Sylmara Lopes, EACH/USP, BR; Sr. Gilberto Campanatti, Lenzing, BR; Profa. Dra. Ana Mery S. de Carli, UCS, BR; Consult. Fábio Feldmann, Sustentabilidade, BR; Vereador Prof. Dr. Eduardo Matarazzo Suplicy, SP., BR.

11h15 Apresentação oral das pesquisas GT3 e GT2 no auditório – Detalhamento no site.

12h30 às 14h00 Intervalo.

14h00 Apresentação das pesquisas no auditório – Detalhamento no site.

15h30 às 16h30 Apresentação dos pôsteres GT3 e GT2 – vão livre dos auditórios.

16h30 Apresentação oral das pesquisas no auditório – Detalhamento no site.

17h00 às 19h00 Mesa redonda: Sustentabilidade na Cadeia Têxtil e Indústria da Moda: um olhar para a Sociedade.

Mediador: Profa. Dra. Amália Inés G. de Lemos, FFLCH/USP, BR. Palestrantes: Profa. Dra. Clotilde Perez, ECA/USP BR; Prof. Dr. Eneus Trindade, ECA/USP, BR; Prof. Dr. Carles Carreras, UB, ES; Prof. Dr. Ian King, UAL, UK.

 

30/05/2019

08h00 Recepção

09h00 Mesa redonda:

Sustentabilidade na Cadeia Têxtil e Indústria da Moda: um olhar para Economia.

Mediador: Profa. Dra. Cecilia Loschiavo, FAU/USP, BR. Palestrantes: Profa. Dra. Annick Schramme, University Antwerp, BE; Profa. Dra.Adriana Moretti de Mello, FEA/USP, BR; Profa. Dra. Patrícia de Sant'Anna, Tendere BR; Sra. Maria José de Carvalho, Textilia, BR.

11h00 Apresentação oral das pesquisas GT2 e GT1 no auditório – Detalhamento no site.

12h30 Concerto da OSUSP. Vão livre dos auditórios.

12h30 as 14h00 Intervalo.

14h00 Apresentação oral das pesquisas no auditório – Detalhamento no site.

15h30 as 16h30 Intervalo e apresentação de pôsteres GT2 e GT1.

16h30 Apresentação oral das pesquisas no auditório – Detalhamento no site.

17h00 Mesa redonda: Objetivos de Desenvolvimento Sustentável: Cadeia Têxtil e Indústria da moda.

Mediador: Vereadora Soninha Francine, SP, BR. Palestrantes: Me. Carlo Pereira, Pacto Global/ONU, BR; Sr. Marcelo de Andrade, Pronatura, BR; Me. Giovana Sousa, UMAPAZ, BR; Profa. Dra. Annick Schramme, University Antwerp, BE; Prof. Dr. Ian King - UAL UK.

19h10 Premiação do concurso “Que história está roupa conta?” - FOCUS Têxtil e encerramento do congresso.

29 e 30/05/2019

Exposições no vão livre do auditório:

-UBUNTU: Esp. Márcia Aguiar.

-BOTÃO DE FLOR: Me. Stephan Maus.

-“Que história está roupa conta?”: Profa. Dra. Beatriz Ferreira, Profa. Dra. Suzana Avelar e mestranda Maria Gorete L. V. Isaac (Margo). Apoio: empresa FOCUS Têxtil.

-ECOCHIC: Artista têxtil Mônica Horta.

-“Era uma vez uma calça Jeans...” Estilista Luci Hidaka.

 

Atividades extras

31/05 14h00 às 17h00 – Oficinas de resíduos têxteis ABAYOMI: Eliane Terezinha dos Santos Bosio.

UMA HISTÓRIA DE AMOR ANCESTRAL

Para acalentar seus filhos durante as terríveis viagens a bordo dos tumbeiros – navios de pequeno porte que realizavam o transporte de escravos entre África e Brasil – as mães africanas rasgavam retalhos de suas saias e, a partir deles, criavam pequenas bonecas feitas de tranças ou nós que serviam como amuleto de proteção. Sem costura alguma, as bonecas não possuem demarcação de olhos, nariz nem boca, isso para favorecer o reconhecimento das múltiplas etnias africanas. Por representarem a forma humana sem face, tornaram-se um símbolo da harmonia universal.

 

01/06 às 11h30 - Territórios Criativos da Moda na São Paulo Contemporânea: Prof. Dr. Jeferson de Rezende

Cosmopolita, efervescente e criativa. Estes são alguns dos adjetivos que podemos dar à maior metrópole do Hemisfério Sul, que também é o 10° maior PIB do planeta e uma das principais pontas de lança de IEDs na América Latina. Uma Cidade Global por excelência e vocação. Mas toda essa pujança nem sempre foi aparente em São Paulo, que levou ao menos 4 séculos para finalmente mostrar a que veio e se posicionar no cenário cultural e econômico doméstico e internacional. A Semana de Arte Moderna de 1922, que revelou o talento e a criatividade de artistas como Tarsila do Amaral e Mário de Andrade entre outros, teve em um estabelecimento comercial que emanava Moda e inovação, o Mappin Store da Praça do Patriarca no Centro Velho da capital, o ambiente perfeito para sua maturação e articulação enquanto movimento vanguardista. O mesmo estabelecimento, ao migrar do lado do viaduto, carregou consigo a vida eloquente e atrativa para o outro lado do Morro do Chá, fazendo da Rua Barão de Itapetininga o coração pulsante da Moda e das novidades na Paulicéia da década de 1950.

São Paulo ostenta o slogan da "Cidade que não para". E isso se faz presente no território também em uma cidade que, ao viver seu boom industrial, vê as casas que comercializam Moda se realocar. Inicialmente as casas sobem a rua Augusta, cruzam o coração financeiro da cidade, a Avenida Paulista e uma década depois invadem os Jardins como na música do saudoso Roberto Carlos, " descendo a Rua Augusta a 120/h".

Mas é com a chegada da globalização que este terreno frutifica e se diversifica ... Endereços como a Rua Oscar Freire nos Jardins e o Shopping Iguatemi na Av. Faria Lima, agora na posição de endereços do luxo e consequentemente da Moda. Tal ambiente é uma prévia de tudo o que virá depois quando a Moda Paulista e seus pontos comerciais entram de vez em uma espiral da criatividade que abrange diferentes tribos, locais e ideais. Culturalmente a cidade, cosmopolita por vocação, vive seu momento mais criativo e de territorialização em suas ruas, suas lojas e seus espaços coletivos. Convidamos você a conhecer os Territórios Criativos da Moda na São Paulo Contemporânea conosco!

Assine nossa newsletter e fique por dentro!